Tue, 09 de Aug de 2022

Diviso de Acesso do Goiano: corrida para o retorno ao primeiro escalo

Oito equipes de sete cidades disputam duas vagas na elite do futebol estadual

06/08/2022 14h41
O Popular

Oito equipes, representantes de sete cidades, iniciam neste fim de semana a corrida para o retorno ao primeiro escalão do futebol goiano. A Divisão de Acesso do Campeonato começa com a promessa de muita disputa e com jogadores consagrados em campo. É o caso do meia Alan Mineiro, que marcou seu nome com a camisa do Vila Nova e vai em busca do primeiro título de campeonato estadual no futebol goiano.

Alan Mineiro é o principal nome entre os elencos das oito equipes que vão disputar a competição. O jogador defenderá as cores do Cerrado Esporte Clube, de Aparecida de Goiânia, que chega à divisão intermediária após a conquista da 3ª Divisão e com o desejo se ser a nova força do futebol goiano nos próximos anos.

Alan Mineiro está cada vez mais “goiano”. O jogador vislumbrou no projeto do clube de Aparecida de Goiânia não somente uma possibilidade de seguir ativo em campo, mas também mais um passo para quando decidir pendurar as chuteiras. O meia vai completar 35 anos e tem o interesse de seguir no meio do futebol.

“Estou bastante motivado para esse novo desafio no Cerrado. O projeto que o Sr. Nelson (co-fundador do clube) apresentou para mim, não só agora, mas para o pós-carreira, foi de suma importância para aceitar”, disse Alan Mineiro, que projeta trabalhar nos bastidores do futebol quando se aposentar, mas deseja estudar e se preparar para assumir uma função de auxiliar técnico ou até treinador.

Apesar desses planos futuros, Alan Mineiro garante que a equipe está bem preparada para iniciar bem a competição e acredita em uma boa disputa. Artilheiro do Goianão de 2019, pelo Vila Nova, Alan Mineiro está ansioso para disputar a nova competição.

“Já tenho história no futebol goiano, na 1ª Divisão, e agora terei a oportunidade em uma nova competição. Espero me adaptar logo à nova divisão. São jogos mais pegados, mais competitivos, tem grandes equipes e acredito que, pelas equipes que estão, o nível técnico deve deixar o campeonato mais atrativo”, avaliou Alan Mineiro.

O elenco do Cerrado ainda conta com outros jogadores bastante experientes no futebol goiano como o lateral direito Rafael Cruz, de 37 anos, e o atacante Anselmo, que está com 41 anos.

Além do Cerrado, a outra novidade que vem da 3ª Divisão é a Aseev, que está com sede em Guapó. A equipe, que já foi sediada em Paraúna, transita sempre entre as duas divisões inferiores do futebol goiano e sonha em jogar a elite pela primeira vez. Com um grupo jovem, o objetivo é surpreender.

Em outro sentido, Itumbiara e Jaraguá são as duas equipes que chegam para a disputa da Divisão de Acesso após um rebaixamento.

No Sul goiano, o Itumbiara apostou no técnico Finazzi para a disputa da competição e tem um elenco acostumado com o nível de exigência da disputa. A novidade é que o time tricolor não jogará no município que carrega no nome. O Gigante sai da “fronteira” com Minas Gerais para mandar suas partidas no Estádio Gilmar Alves, em Bom Jesus de Goiás.

O Jaraguá, por sua vez, aposta no técnico Lucas Oliveira para tentar voltar rapidamente para o primeiro escalão do futebol goiano e conta com jogadores que conhecem bem o futebol do Vale do São Patrício.

Aparecida e Inhumas são os clubes remanescentes da Divisão de Acesso de 2021. A Pantera Avinhada passou perto do acesso e quer dar trabalho mais uma vez. Apesar do investimento modesto, o clube inhumense conta com a experiência do técnico Gilberto Pereira.

O treinador disse que colocará em campo uma equipe muito aguerrida. “Vai ser um time que transpira demais, que vai superar o nosso orçamento curto. É um time de superação, que é o que sempre espero e, na prática, é o que eu gosto”, frisou.

O Aparecida, que, assim como o Cerrado, mandará seus jogos no Estádio Anníbal Batista de Toledo, espera fazer uma competição bem diferente da campanha apresentada em 2021. No ano passado, a equipe terminou a competição com dez derrotas em dez jogos e com apenas quatro gols marcados e 35 sofridos. O clube se manteve porque o Novo Horizonte desistiu e foi rebaixado.

Goiânia tenta mais um acesso

Equipe mais tradicional entre as oito concorrentes ao acesso, o Goiânia disputará mais uma edição da Divisão de Acesso em busca de retornar para a elite do futebol goiano. O Galo, que fez investimentos modestos, tenta subir de divisão para evitar passar um período longo na divisão intermediária.

Para esta temporada, o Galo abriu mão da base de atletas que vinha sendo utilizada nas últimas competições disputadas. A diretoria alvinegra foi em busca de um novo projeto e chamou Henrique Santos, ex-zagueiro do Goiás, para ser o diretor de futebol.

O dirigente montou um elenco considerado como homogêneo para a disputa da Divisão de Acesso. A grande aposta é na comissão técnica chefiada por Marcus Alexandre, treinador que fez um trabalho interessante no comando do Maricá-RJ.

Durante a preparação para a Divisão de Acesso, o Galo contou com a presença do atacante Walter, ex-Goiás e Atlético-GO. A diretoria do clube afirma que, neste momento, não há possibilidade de contar com o jogador, mas também deixou as portas da Vila Olímpica aberta para o atacante e não esconde que seria “um grande reforço”.

Xata troca técnico antes mesmo do início da disputa

Campeã em 2013, a Anapolina tenta pelo segundo ano seguido retornar à elite do Campeonato Goiano e, para isso, teve de fazer uma correção de rota ainda durante a preparação para a competição.

O projeto da Xata foi traçado com o técnico Alan George no comando da equipe. No entanto, por problemas internos, houve o desligamento do treinador a menos de dez dias do início da Divisão de Acesso.

A diretoria da Anapolina agiu rápido e acertou a contratação de Vilson Taddei. Aos 68 anos, o treinador volta ao futebol anapolino, em que já teve passagens pela própria Xata e pelo Anápolis.

O responsável pela montagem do elenco é Éverton Goiano, que fez bons trabalhos no Iporá nas últimas temporadas e se notabilizou por conseguir montar bons times com orçamentos bem reduzidos. “Dentro das nossas possibilidades, estamos fazendo um time competitivo. Tivemos a saída do Alan (George), mas agimos rápido.”

Fórmula de disputa

Cada equipe terá 14 jogos para tentar o acesso à 1ª Divisão e para evitar o descenso para a 3ª Divisão. A competição será disputada no sistema por pontos corridos em que todos se enfrentam em dois turnos. Os dois primeiros colocados, campeão e vice-campeão, sobem para a elite, enquanto os dois últimos serão rebaixados.

A 1ª rodada começa com Cerrado x Goiânia e Jaraguá x Itumbiara (no sábado, 6). Inhumas x Anapolina e Aseev x Aparecida jogam domingo (7).
 

Mais Acessadas da Semana
Mais Acessadas
Verde Vale no Spotify
Confira o perfil da VerdeVale FM no Spotify
udios
Jornal do Meio Dia - 14.06.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 13.06.2022
Advogado e escritor Martiniano Silva lana livro Casa das Relquias em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 13.06.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 09.06.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 08.06.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 06.06.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 31.05.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 27.05.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 26.05.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 25.05.2022
Ciclistas de Mineiros vo percorrer cerca de 300km neste fim de semana
Jornal do Meio Dia - 25.05.2022
Parquia Divino Esprito Santo realiza Festa do Padroeiro em Mineiros
Jornal do Meio Dia - 25.05.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 23.05.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 20.05.2022
Alexandre Garcia
Jornal do Meio Dia - 19.05.2022
Alexandre Garcia
Anterior Proximo